sexta-feira, outubro 26, 2007

Blogs solidários


Quebro sempre correntes que me cheguem por mail, blog ou outra via. Refiro esta apenas para agradecer ao Cap a minha nomeação como blogger solidária. Mas, fiel à minha embirração por cadeias, não nomeio outros blogs - passo o testemunho remetendo para Mumemo, de novo (como mais alguém já fez, aliás; obrigada pela divulgação!). Mais informações que me chegaram entretanto dizem-me que a Irmã Susana integrou na creche muitas crianças novas que ainda não têm padrinhos, e precisam de apoio, pois são meninos órfãos ou cujas famílias vivem com imensas dificuldades.
Ser padrinho custa pouco. Bastam 130€ por ano (dedutíveis para efeitos de IRS) para garantir a comida e o vestuário de um menino de Mumemo, e até o seu alojamento se for necessário. Podem associar-se várias pessoas para apadrinhar uma mesma criança, dividindo-se assim a despesa. Veja como fazê-lo aqui.

domingo, outubro 21, 2007

Notícias de Mumemo

Nestes anos de blogosfera, houve muitos momentos fortes e tocantes. Um dos mais especiais foi um projecto de solidariedade, o Proximizade, que me deu a conhecer a Apoiar e Mumemo.
O Proximizade acabou, mas as necessidades de Mumemo não. Por isso, deixo aqui as notícias e as fotos que acabam de me chegar desse cantinho de Moçambique.



Foi em 2005 que tomei conhecimento desta instituição. Desde então, o centro infantil Madre Maria Clara aumentou o número de crianças que acolhe de 110 para 350, e, como as fotografias mostram, já não se vêem barrigas inchadas e olhos tristes, mas caras alegres e saudáveis de meninos bem alimentados. 200 deles frequentam as aulas na creche e os 150 mais velhos andam na escola primária do ensino oficial. A creche dá de comer a todos e conta agora com 12 educadoras, 1 senhora para limpeza, 1 cozinheira e 1 ajudante.
O dinheiro enviado pelos padrinhos cobre as despesas de alimentação, vestuário e fardas das crianças e o pagamento de ordenados do pessoal, dando também para sustentar o lar de órfãos recentemente inaugurado, onde já habitam 45 crianças.
Os links estão no post, sigam-nos e colaborem. Há crianças que agradecem.

segunda-feira, outubro 15, 2007

Fourty something

Com os 40, as maleitas aparecem mesmo. Ele é o colesterol que nunca se tinha manifestado, as varizes que surgem que nem cogumelos depois da chuva, as noitadas que deixam sequelas, as digestões difíceis do que dantes nem se dava por se ter comido, as costas que doem, a coluna que entorta... Se calhar, é a maneira de o nosso corpo nos obrigar a dar-lhe atenção e a diminuir a quantidade de parvoeiras que exigimos dele anos a fio. Mas não tem piada, seja como for. Custa sentir que se está a deixar de ser jovem. (Assim, "está a deixar"; porque "deixou" faz sentir ainda pior; mesmo não tendo eu nem metade das mazelas acima indicadas).

quinta-feira, outubro 04, 2007

quarta-feira, outubro 03, 2007

Duas notícias

Nos últimos dias, duas notícias chocaram-me especialmente. A total falta de tempo adiou a referência a elas; aqui ficam agora.

Uma, a de uma bomba que explodiu no exacto sítio onde estive menos de um mês antes, no Parque do Sultão, na capital das Maldivas, ferindo turistas que ali estavam como nós estivemos, felizes e despreocupados numas férias que prometiam ser paradisíacas - as nossas foram-no, as deles ficaram ensanguentadas por um atentado bombista. Um casal inglês em lua-de-mel ficou com queimaduras em grande parte do corpo. Podiamos ter sido nós.

A outra, a do que se passa na Birmânia. A força de um exército contra manifestantes pacíficos, a suspeita da morte de mais um milhar de pessoas, sobretudo monges. Mas a Birmânia fica longe, não está no centro das atenções, nem creio que tenha petróleo ou outros recursos que importem...